Decepção / Expectativa frustrada

É natural criar expectativas sobre algumas situações, amigos ou familiares. O problema é quando a pessoa cria expectativas de forma desproporcional com a ocasião ou com aqueles que ela convive. Dessa forma, ela pode ficar chateadas e se sentir rejeitada quando os seus desejos não são correspondidos:

  • “Achei que ele me ligaria.”
  • “Ela tinha que perceber que eu estava precisando de ajuda mais do que nunca.”
  • “Eu esperava um aumento depois de tudo que trabalhei.”

As decepções vão acontecer, porque nem tudo o que a pessoa espera ou deseja ocorrerá da forma que gostaria. Não tem como controlar o mundo ou fazer com que os outros façam exatamente aquilo que quer. As pessoas que se frustram constantemente precisam avaliar se costumam cobrar dos outros aquilo que ela mesma deveria fazer por si. É importante perceber que o amigo ou familiar não poderá corresponder a todas expectativas. É preciso uma dose de equilíbrio nesses desejos.

É interessante refletir:

  • Será que deposito e espero coisas que o outro não pode me dar?
  • O outro sabe o que espero dele? Você já disse o que queria? Às vezes ele nem sabe, e se você não falar, o outro não tem como descobrir.

Perceber que você também pode e provavelmente já decepcionou alguém pode ajudar a lidar com as próprias decepções. É normal se decepcionar, como também decepcionar os outrosNão dá p/ sempre acertar. Entender que as desilusões fazem parte das relações, preparando o emocional para lidar com as frustrações das relações e da vida. Nem sempre os outros serão, saberão ou farão aquilo que você quer ou espera. Cada um só pode oferecer aquilo que tem. Mas é claro que é preciso também se preservar. Se o outro está constantemente te decepcionando, é possível que essa relação não seja saudável, sendo necessário avaliar se vale a pena ou não manter esse convívio tão próximo. É importante perceber se está se decepcionando por estar cobrando demais do outro e se iludindo, ou então se é alguém que você não deve mais investir suas expectativas, pois é uma relação destrutiva.

O  psicólogo pode ajudar a pessoa refletir sobre suas decepções e se suas relações são saudáveis ou não.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome