Namoro na faculdade é bom ou ruim?

A faculdade é época de novas experiências, da pessoa se descobrir e redescobrir. É um local que a pessoa costuma conhecer gente com interesses e afinidades parecidos. Numa dessas, pode sentir atração e desejo por alguém da universidade, e às vezes acaba em namoro.

Tudo depende da disponibilidade (emocional) e interesse de se comprometer ou não ao relacionamento. Podem surgir dúvidas e conflitos com a pergunta “quero relacionamento sério ou só curtir?”. Faz toda a diferença o momento de cada pessoa / fase em que está preparada e pronta para se comprometer ou não. A maturidade emocional para a situação vai influenciar e até, de certa forma, determinar como a pessoa vai conduzir um relacionamento.

Quando as pessoas começam a namorar na Universidade, o convívio e encontros se tornam frequentes. Isso pode se transformar em algo positivo ou negativo, vai depender da dinâmica do casal. Para manter um relacionamento saudável, é importante preservar a individualidade de cada um, o momento em que se reconhecem também separados. É preciso ficar atento com a divisão do tempo entre estudo e namoro. Se o foco passa a ser apenas o namoro, os estudos e o rendimento escolar podem ser prejudicados.

É importante o casal ser flexível para que a convivência se torne positiva. Dependendo do casal, eles podem conciliar o estudo e namoro, aproveitando o tempo do namoro para estudarem, realizando trocas e se ajudando nos conteúdos que aprendem. A responsabilidade e comprometimento com os estudos é algo que deve ser lembrado pelo casal. A maturidade de cada um influencia nessa forma de conciliar ou não as coisas.

Consequências negativas podem acontecer quando o casal se “isola” e não interage com outros estudantes. Isso pode limitar e atrapalhar o entrosamento social do casal com amigos, interferindo na individualidade de cada um. Também pode prejudicar a criação da “agenda de contatos”, que é tão importante para o futuro de cada um quando formados (quanto mais pessoas cada um conhecer, maiores serão as chances de conseguir em indicação para um trabalho).

Os estudos podem ser prejudicados para aqueles que terminam um relacionamento e continuam a se encontrar na sala de aula. Tudo pode se tornar confuso, e então a Universidade se tornar um “pesadelo”.

Uma boa forma de manter o relacionamento saudável dentro da faculdade é descomplicar e se adequar dentro das possibilidades de ambos. O equilíbrio é a dica para não ter problemas nem no namoro e nem nos estudos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome