Como ser “leve” nas conversas? / Assertividade na comunicação

É importante ser “leve” nas conversas, principalmente naquelas que pode gerar brigas. 

Às vezes a pessoa pode tornar as coisas mais difíceis somente através do olhar e da expressão do rosto, do tom de voz, no jeito de se colocar na situação, a resistência em escutar e entender o lado do outro….

Dicas:

  • Focar naquilo que realmente quer dizer, de forma objetiva, se policiando para não colocar outros assuntos “que não tem a ver” com a discussão.
  • Não ser agressiva, desvalorizando ou difamando o outro na tentativa de “sair por cima e ganhar a discussão”, como se fosse uma disputa.
  • Se estiver muito exaltado, deixe para outro momento a conversa.

Uma forma interessante de não deixar “pesado”, é perceber se está muito tenso, irritado, nervoso. Caso esteja em um estado muito alterado, espere alguns segundos, respire fundo, reflita sobre a questão, avalie se poderá falar sobre o assunto no dia, ou se é melhor deixar para o dia seguinte.
É possível se posicionar de forma séria, com seriedade, sem perder a leveza. O “x da questão” está na forma que você fala e se posiciona, ou seja, “não é o que você diz, mas é como você diz”. Para isso é fundamental estar sempre atento com:

  • As palavras que você se utiliza para expor as questões
  • O tom de voz
  • A postura corporal
  • A expressão do rosto e do olhar

Nem sempre é possível se colocar de forma assertiva, pois afinal, todos são humanos, sujeitos a erros. Mas é possível aprimorar e melhorar sua forma de se comunicar e se relacionar. Esse amadurecimento exige reflexões e autoconhecimento. É preciso sempre tentar melhorar, reconhecer seus próprios erros, perceber o que “não fez de legal” e buscar melhorar.

Quando a pessoa não consegue sozinha reavaliar e modificar a sua forma de comunicar negativamente, o acompanhamento com o psicólogo é indicado.  

3 COMENTÁRIOS

  1. Preciso de ajuda para mudar meu tom de voz.
    Qnd falo parece que estou brigando.
    Tem como mudar ?
    Isso me incomoda demais, me deixando deprimida e calada na maior parte do dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome