Por que a pessoa luta contra as próprias emoções? / Perigos em “ser” assim

Desde criança, alguns “aprendem” a não falarem sobre suas emoções (tristezas, conflitos, …). A pessoa escuta dos familiares que é errado ou negativo dizer o que sente. Assim, ela entende que precisa conter seus sentimentos, guardando tudo para si.

Quando essa criança se torna adulta, ela pode ter dificuldade em admitir os seus problemas emocionais. Afinal, ela aprendeu a esconder suas emoções, aquilo que sente, pensa e sofre. Não se permitiu e nem se permite escutar os pensamento que falam sobre seus sentimentos, tendo dificuldade em reconhecer suas angústias, conflitos, desejos e necessidades (leia o post ).

    Como não foi estimulada a falar sobre si, é comum ela se afastar ou se tornar “arisca” quando alguém tenta ajudá-la, ou quando alguém se aproxima dos seus sentimentos. 

Normalmente, prefere não demonstrar que está abalada (emocionalmente) nem aos seus familiares. Também costuma ser mais quieta e reservada. Por tanto se “fechar”, chega um ponto que não consegue se controlar e acaba “explodindo”.

Essa postura de “silêncio” traz muitos problemas para a sua saúde física e emocional. A pessoa precisa:

  • Não lutar contra os sentimentos, contra o próprio suas necessidades emocionais
  • Permitir sentir e receber ajuda / apoio emocional
  • Acreditar que é capaz de superar e enfrentar as dores emocionais, podendo encarar os seus medos

Quando não conseguir sozinha, é fundamental o acompanhamento com o psicólogo.

5 COMENTÁRIOS

  1. nossa passo por isso tudo que vc falo parece que estava dentro de mim e a unica saída para mim é a musica e um caderno onde consigo dizer tudo que eu sinto pois as vezes sinto que com o tempo eu aprendi a ser fria não consigo me expressa por isso acho que as coisas nunca da certo para mim beijoss bem legal o seu texto 😀

    • Bom dia Tainara,
      Que bom que você consegue colocar no papel aquilo que sente, mas acredito que você também possa começar se abrir com alguém que confie. Caso você acredite que não tem ninguém que confie, busque um profissional (psicólogo).
      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

  2. Eu sou exatamente assim, mas já foi pior. Eu não falava e depois explodia simplesmente. É muito difícil para mim falar sobre o que eu sinto, porque tenho problemas para confiar nas pessoas e também por que eu não gosto de mim mesma. E eu nem sei como é isso de gostar de si mesma. Mas por muito tempo fui suprimindo isso, aguentando e isso tudo foi me destruindo. É muito complicado para mim, porque não consigo me abrir de verdade para ninguém. Nem família e nem amigos. Tentei um profissional, um psicólogo, mas não sei o que aconteceu, não deu muito certo. Algumas horas acho que vou ficar sempre desse jeito.

    • Boa noite Elaine,

      como tudo na vida, é preciso praticar falar sobre as emoções… isso ajuda a entender melhor o que passa dentro de si… falar sobre dores emocionais é desconfortável no início, mas tem um grande poder se você direcionar isso para uma busca de superação (em que o apoio de alguém que bacana pode te ajudar a encontrar esse caminho, como amigos e familiares. O psicólogo é o profissional que poderá te ajudar, mas é preciso você se sentir a vontade com ele, senão você pode trocar, e buscar outro apoio)…
      Continue tentando e se desafiando, encare seus medos, isso vai te fortalecer…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome