A pessoa presa ao passado, não consegue viver o hoje / Formas de se despedir das épocas marcantes de sua vida

Os momentos de alegria ou de tristeza podem ser marcantes, e por esse motivo, difíceis de serem esquecidos ou superados.

A pessoa sofre e fica presa ao passado quando:

1 – não consegue aceitar que determinada época não voltará mais. Pode ser difícil se despedir de momentos importantes, de boas lembranças, porque a pessoa:

  • Tinha menos responsabilidades e poucas preocupações
  • Maior convivência com aqueles que amava ou considerava bons amigos
  • Namoro inocente
  • Sentia que tinha sucesso

2 – não consegue lidar com as dores emocionais. Recordações ruins deixam feridas, difíceis de enfrentar e cicatrizar, por exemplo, quando a pessoa:

  • Era mais pressionada ou agredida (de alguma forma)
  • Sentia-se rejeitada
  • Sentiu decepção ou abandono
  • Teve problemas financeiros

A pessoa pode ficar acorrentada a quem ela era e ao que viveu naquela época, deixando de seguir em frente e enxergar quem ela é e o que precisa viver hoje. Ela fica apegada a uma idade que já não possui, aos medos que não fazem mais parte do seu dia a dia.

É importante se despedir do passado, guardando na memória coisas boas, motivadoras, experiências que ensinaram e fortaleceram. É necessário fazer amizade consigo mesmo, com aquele “eu do passado” e com o “eu do presente”.

Reflita:

  • Tenho medo de olhar para aquele tempo? Por quê? O que era bom e o que era ruim?
  • Tento esquecer quem eu fui naquela época? Ou tento ser exatamente o mesmo? Quem eu era? Quais eram minhas qualidades e quais eram os meus defeitos?
  • Tenho medo que algo do meu passado me condene? Ou tenho medo de não ser mais feliz como eu era naquela época?
  • Estou satisfeito com a minha vida hoje? O que é preciso para me sentir interessado pela minha vida de hoje?

Quando a pessoa fizer as pazes com o seu “eu do passado”, perceberá maior controle sobre si. Assim, entenderá que aquela época não tem tanto poder ou controle sobre ela, como imaginava. Ou então que aquele momento teve o seu brilho, mas também tinha suas tristezas e dificuldades.

Quando a pessoa não consegue se despedir, superar ou enfrentar o seu passado, é indicado acompanhamento com psicólogo.

9 COMENTÁRIOS

  1. Não tenho pesadelos com passado. E sim com o futuro e nem é o meu é do mundo. Não assisto jornais nem essas coisas q influenciaria. Eu sempre fico presa lá. É como uma vida um lugar igual esse. E sei w estou sonhando. Sempre tenho w lembrar de algo mas nunca lembro. Geralmente os sonhos tem água. Vejo enchentes, pessoas morrendo. Tento ajudar mais não consigo andar. Sinto dores reais. Que no outro dia estou dolorida. Algumas vezes meu marido me acorda mas fico metade aqui metade lá então consigo falar pedindo pra me ajudar sair de lá. Outros vezes acordo e não consigo ficar acordada então volto pra lá.
    Não sei pq tô vivendo isso. Tenho medo de dormir. Já tentei vários remédios pra insônia e eles só pioram.

  2. Boa noite!a 1 ano e meio perdi meu namorado (faleceu) e não consigo me envolver com nenhum homem,alias só aparece homens que não qué nada com nada.. e eu não quero isso…as vezes atravez da amizade ate crio esperanças de rolar algo..e olha que deixo agir naturalmente..mais sempre acontece algo..e pronto vai tdo por agua abaixo..o que fazer????

    • Bom dia Priscila,

      Talvez primeiro você deva verificar se existe dificuldade para aceitar o falecimento do seu namorado. Será que você acaba pensando muito nele, e de alguma forma compara ele com os outros pretendentes? Se a resposta for “sim”, aconselho fazer acompanhamento continuo com o psicólogo para lidar com essa perda.
      Talvez outra questão importante seja: o que será que você espera de um relacionamento? será que tem muitas expectativas sobre sua vida “se tornar melhor e mais alegre”, como se a relação fosse preenche-la? É natural às vezes “demorar” um pouco até conhecer alguém que você crie um vínculo maior… e no meio desse tempo, você pode conhecer pessoas que não dará certo… não há nada de anormal nisso…
      Será que você não precisa mais investir em você? fazer atividades que gosta, curtir os amigos, e aproveitar o momento que está solteira (perceba também o lado bom de estar solteira)?
      Leia esses textos, acho que pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2015/11/07/descubra-como-encontrar-a-sua-felicidade-o-que-e-preciso-fazer-para-ser-feliz/

      michelliduje.com.br/2015/08/01/sera-que-sou-uma-pessoa-que-depende-dos-outros-caracteristicas-da-dependencia-emocional-e-dicas-para-se-tornar-mais-segura-emocionalmente/

      http://michelliduje.com.br/2015/02/19/a-pessoa-presa-ao-passado-nao-consegue-viver-o-hoje-formas-de-se-despedir-das-epocas-marcantes-de-sua-vida/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

  3. Eu vivo presa ao meu passado,pelas lembranças boas que vivi principalmente no colégio,me levando a não aceitar que que tanto eu quanto meus colegas tivemos que seguir caminhos diferentes,infelizmente eu tive um período da minha infância muito presa sem liberdade e imagino que isso me levou a não conseguir lembra de coisas que vivi durante minha infância. Minhas experiencias amorosas vieram muito tarde fazendo que eu me prendesse a meu primeiro namorado mesmo vendo que aquilo não era nada bom pra mim,os desejos de morte aflorado e intensidade em tudo que sempre coloquei em todos os meus sentimentos, me fizeram confundir a realidade com ficção ,e eu tinha fissura sobre isso,busquei por vários meios religiosos encontrar respostas e ate mesmo magicas e fantasia ,a minha apatia com as pessoas que não tenho contato não me deixa sentir sentimento algum por alguém que morre .

  4. Beatriz. Acho que seria bom você estudar a bíblia. Já que você disse que procurou em várias religiões a resposta. Como a bíblia é um livro extenso, você pode pedir a ajuda de alguém que entenda um pouco mais. No site jw.org vc pode achar muitas respostas. A bíblia nos dá consolo e esperança.

    Eu tbm estou presa ao meu passado. Me vi naquelas duas colunas lá de cima. A que falava que era uma vida com menos responsabilidade e quase todas que falavam sobre a rejeição, o abandono. Agressão piscicológica. E respondendo a pergunta sobre o que eu achp que é preciso para sentir interesse pela minha vida hoje?
    Eu acho que é ver os meus planos darem certo e sentir que eu sou capaz de cuidar de mim e da minha vida.
    Muuitos planos foram frustados e hoje eu não vejo nada de concreto e o tempo passou. Isso me deixa mto triste e frustada. O problema é esse. E eu estou tão frustada e prostada que não consigo parar de olhar para trás e ver o que HOJE eu podia ser ou fazer ou ter.

  5. Pelo amor de Deus me ajuda
    Eu não vivo eu sobrevivi
    Eu vago
    Estou presa a minha época do colégio e meu primeiro namorado, foi boa época, eu não tenho mas contato com essas pessoas, e mesmo longe delas me sinto próxima, sendo que muitas nem lembram de mim ou não fazem questão.
    Eu tenho medo de fazer qualquer coisa é receber críticas.
    Eu sei q as pessoas mudam e muitos já se formaram e estão com uma boa vida, eu me afundei na bebida, e os relacionamentos que arranjo só querem me usar numa noite e xau.
    Evito fazer amizades, só falo com as antigas.
    Minha vida é trabalhar, curso e voltar para casa.
    As vezes saio só mas isso é raridade fico mais em casa.

  6. Meus pais não me permitiam curtir minha adolescência e agora q estou livre perdi a vontade de viver, tenho 23 anos e não tenho filhos.
    Eu fico triste quando vejo as pessoas do passado felizes, realizadas profissionalmente e eu aqui.
    E triste ver que muitas não lembram de mim ou fazem questão de me ignorar.
    Nunca fui pessoa ruim, só q sempre fui boba e desatualizada, criancinha mesmo.
    Já li sobre consequências do suicídio e vi que nem me matar posso porque Deus vai me fazer sofrer por seguir so minha vontade. Não domino a mim mesmo.
    Descobri que tenho TDAH
    E é isso choro quase todos os dias, sou uma pessoa triste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome