Ser inflexível nas suas decisões pode gerar problemas / Características de pessoas rígidas

 

Normalmente a pessoa rígida é “cabeça dura”, os seus pensamentos, escolhas e decisões não dão abertura para questionamentos. Ela se fecha na própria ideia, tem dificuldade em escutar ou aceitar opiniões diferentes das suas. Não costuma considerar o ponto de vista dos outros, pelo contrário, ela ignora as dicas, conselhos ou conhecimentos dos amigos, colegas, familiares… Muitas vezes, mantém o discurso mesmo quando percebe que agiu de forma errada ou se enganou, raramente dá o “braço a torcer”, porque ela considera que isso seria admitir que falhou, o que a levaria se sentir um “fracasso”.

A pessoa inflexível costuma ser insegura, tem medo de julgamentos. Geralmente foi criada com muitas cobranças e exigências, com punições dolorosas (físicas ou emocionais) caso não cumprisse as regras. Por esse motivo ela se torna dura consigo e com os outros. Isso a causa problemas, como por exemplo:

  • Gera conflitos nas relações (amorosas, de amizade ou profissional), entre os motivos porque a rigidez dificulta enxergar o lado do outro e ter empatia. A comunicação fica complicada, pois normalmente apenas o rígido fala (e não escuta). Ignora novas informações e fatos. Quem está próximo se sente desvalorizado e desrespeitado, consequentemente se afasta da pessoa rígida.
  • A pessoa evita considerar as opiniões dos outros, como se ela soubesse de tudo. Dessa forma perde oportunidade de aprender, de realizar trocas de experiências e conhecimento durante uma conversa. Assim a pessoa não amplia a sua visão sobre o mundo e sobre si mesma.
  • Tem dificuldade em lidar com os problemas de forma leve e flexível, principalmente quando o problema está relacionado a reconhecer os próprios comportamentos inadequados. Ou seja, o autoconhecimento fica comprometido já que não tem o hábito de se questionar ou aceitar conselhos e críticas. Essa imaturidade gera resistência para que a pessoa realize mudanças importantes na sua vida.
  • Perde oportunidades de trabalho porque a sua rigidez acaba demonstrando arrogância e dificuldade para trabalhar em equipe. Às vezes também é aquela pessoa que fica “parada no tempo” (enrijecida), não atualiza o conhecimento, pois fica resistente a novas perspectivas.

Nem sempre é fácil ou confortável abrir espaço para novas ideias e discussões, é preciso enfrentar os medos, inseguranças e também o orgulho para conseguir escutar o que os outros têm a dizer. Escutar é um treino que ajuda a pessoa a ser mais tolerante e compreensiva. Essa abertura e aceitação de pontos de vista diferentes ajudam as pessoas a  amadurecer e potencializar as suas habilidades e qualidades.

Não somos perfeitos, estamos em constante transformação, em eterna construção. Para progredirmos precisamos abrir portas para novas reflexões e pontos de vista (não quer dizer que tenhamos que concordar com os outros, apenas abrir possibilidades). A humildade de se questionar e se avaliar fazem parte do processo da evolução humana.  Ampliar a visão auxilia a enfrentar os problemas emocionais que prejudicam a vida no trabalho, nas relações e também na saúde. Quem é rígido e inflexível pode perder muito, por esse motivo é indicado o acompanhamento com o psicólogo para pessoas com esse perfil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome