Levar fora não anula as suas qualidades / Supere suas inseguranças

Muitas pessoas se sentem inseguras e tristes quando não são correspondidas na paquera, quando “levam um fora” do namorado (a) ou então quando recebem um pedido de separação do seu esposo (a). Algumas acreditam que ao escutarem “não estou afim de você” ou “quero terminar nossa relação” significa que deixou de ser interessante, que não tem qualidades o suficiente e normalmente também acham que serão rejeitadas novamente se tiverem outras relações.

A pessoa insegura já carrega percepções distorcidas e negativas sobre si mesma. Quando ela leva um fora, ela reafirma a sua insegurança de que não tem qualidades, que será trocada ou de que não é merecedora de amor. Pensa: “viu, ninguém vai gostar de mim, não tenho nada de bom mesmo”.

Pode ser interessante refletir sobre os seus comportamentos depois de ser “dispensado”, avaliando se há algo que possa estar colaborando para os afastamentos na paquera ou pode ter colaborado para o termino da relação:

  • Será que sei identificar as pessoas que demonstram interesse por mim e que me tratam com respeito? Ou será que acabo tentando ficar com aquela pessoa que não está afim de mim, que me trata com indiferença ou trata de forma agressiva?
  • O meu relacionamento com meu namorado (a) ou esposo (a) dava sinais de que estava prestes a terminar? Conseguia perceber as dificuldades ou distanciamento na  nossa relação?
  • Tinham conflitos e brigas constantes que geravam prejuízos na minha relação amorosa? Devo me fortalecer emocionalmente, tendo maior autoestima, selecionando um parceiro (a) mais estável emocionalmente, em que eu possa estabelecer meus limites? Ou então, preciso mudar a forma de agir numa relação, sendo menos reativo e agressivo?

Essas reflexões não são para a pessoa ficar se torturando ou se culpando, achando que é alguém sem valor ou um péssimo “partido”. Esses questionamentos servem para a pessoa entender melhor sobre si mesma e sobre como seleciona o seu par amoroso. Essas perguntas ajudam a entender quais comportamentos precisam ser ajustados e aprimorados, desenvolvendo uma relação mais saudável consigo mesmo e maior habilidade para se relacionar com os outros.

Mas às vezes não há nada de tão necessário a refletir, simplesmente a pessoa levou um fora porque se interessou por alguém que não sentia conexão ou atração por ela, ou então porque não tinham afinidades ou queriam seguir caminhos e interesses diferentes. E tudo bem! Não há nada de errado nisso! É preciso entender que todos estão sujeitos a não serem correspondidos e levar fora. Mesmo sendo dispensada, a pessoa tem a sua beleza e as suas qualidades. É importante se aproximar daqueles que podem enxergar isso nela. 

É indicado o acompanhamento com o psicólogo quando a pessoa não consegue ver as suas qualidades, sendo insegura, tendo dificuldade de dizer “não” ao parceiro. Também é indicado a psicoterapia quando sente que é muito impulsiva, reativa, explosiva ou briguenta na relação.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome