Quero fazer mil coisas ao mesmo tempo e acabo não fazendo nada

Descubra como se organizar e fazer as coisas que se propôs

Algumas pessoas tentam fazer mil coisas ao mesmo tempo e consequentemente têm dificuldades em realizar as suas tarefas no dia a dia. Normalmente esse acumulo de atividades está relacionado à autocobrança e à falta de planejamento, que acabam gerando ansiedade, frustração e desmotivação na pessoa, levando a entrar no ciclo de 8 ou 80 (80 quando tenta fazer várias coisas no mesmo dia ou ao mesmo tempo e 8 quando não faz “nada” por se sentir incapaz de realizar tarefas ou porque está exausto demais para fazer mais coisas).

Quando a pessoa tenta realizar várias coisas no mesmo dia e não consegue, pode se sentir muito desapontada consigo mesma, em dívida com seus compromissos, questionando a própria competência na vida profissional e pessoal. Por exemplo, uma mãe e profissional que queria, no mesmo dia, elaborar a sua apresentação para a reunião de trabalho, arrumar a casa, ajudar o filho com as tarefas escolares. Ao não conseguir fazer “direito” nenhuma das coisas que se propôs, a mulher se sente uma péssima profissional e péssima mãe. No dia seguinte acaba frustrada e desmotivada, não tentando fazer nada mais do que pretendia fazer.

A pessoa costuma ter conflitos quando não leva em consideração que o dia tem somente 24 horas, e que além das tarefas que ela deseja realizar, ela precisa dormir, comer, deslocar-se até os lugares (ir de carro ou de ônibus), tomar banho, … Aquela pessoa que se cobra a realizar muitas coisas ao mesmo tempo, acaba se desgastando muito, entrando em exaustão, ficando desestimulada. É como se o seu motor (corpo e mente) fosse um carro, em que ela acelera a 200 por hora todos os dias, desgastando e consumindo toda a sua força, chegando uma hora em que o seu motor acaba fundido, apresentando baixo rendimento e problemas (problemas de saúde física ou emocional).

É importante o equilíbrio, em que a pessoa avalie a sua semana e divida os seus compromissos de forma que consiga realizar boa parte daquilo que gostaria, sem precisar “se matar” de cansaço para isso. Assim ela se sente confiante e satisfeita em conseguir conquistar os seus objetivos e também se sente com energia de continuar a realizar as suas atividades do dia a dia.

Dicas:

*Aprenda a dividir e delegue aquilo que não for de sua responsabilidade ou então dívida a responsabilidade e peça ajuda naquilo que não depende somente de você. Assim sobrará mais tempo para você e seus compromissos. Não perda tempo com coisas desnecessárias.

*Comece a fazer uma coisa de cada vez. Respeite o seu ritmo e o seu tempo para fazer as coisas. Selecione uma ou duas coisas principais para realizar a cada dia. Inclua aos poucos outras atividades, chegando ao ponto de equilíbrio, em que a quantidade de compromissos não te sobrecarregue e nem te faça sentir desmotivada ou incompetente.

*Não fique pensando no que tem que fazer depois, não fique ansioso. Curta e aproveite cada coisa que estiver realizando. Viva o momento! Sinta-se satisfeito com as suas realizações e compromissos.  

*Não exija ser perfeito ou fazer algo que você não está preparado ou não tem tempo. Seja compreensivo e tenha paciência consigo mesmo. Desenvolva aos poucos aquilo que deseja. Dê tempo ao tempo. E nunca se esqueça das suas conquistas.

Nem sempre é fácil se organizar, fazer as atividades que se propôs no dia e se sentir satisfeito com isso. Quando isso acontece é interesse passar por avaliação com o psicólogo para verificar se há alguma questão emocional e alguma questão de organização envolvidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome